Versos Toscos
Este é um baú virtual dedicado a publicar letras inesquecíveis do nosso cancioneiro popular. Citando Austin O'Malley: "memória é uma velha louca que guarda trapos coloridos e joga comida fora".

página inicial
mande 1 e 1/2
arquivos
comunidade no Orkut

links:
Cinéfila de Plantão
Pensar Enlouquece
Virunduns
Enloucrescendo
Contos Bregas
Uêba
Marmota.org
Saudade dos 80
Blog dos Apedeutas
A História de um Jumento


Alexandre/Male/26-30. Lives in Brazil/São Paulo/São Paulo/Perdizes, speaks Portuguese and English. Spends 40% of daytime online. Uses a Fast (128k-512k) connection. And likes Cinema/E-zine.
This is my blogchalk:
Brazil, São Paulo, São Paulo, Perdizes, Portuguese, English, Alexandre, Male, 26-30, Cinema, E-zine.

Blog Template by 1greenEYE Designs



BlogRating

Design by cumpadi Matusalém Matusca - encomende djá o seu em http://matumatu.blogspot.com



Powered by Blogger Brasil

Novembro 5, 2004
O ELEFANTE
Robertinho do Recife e Fausto Nilo

Como criança que vai viajar
Acordei cedo e vi você sonhar
Uma ciranda doce pelo ar
E a natureza foi se balançar
A fantasia me faz delirar
Que foi que eu disse? Eu cantei sem pensar
É uma doidice que essa dança dá
É uma doidice que essa dança dá

De que país vem esse carnaval
Se o oriente nasce em meu quintal
E um sol mais quente brilha muito mais
E um corpo quente que alegria traz
Ô Papa Kid cadê meu ganzá?
Do Congo-Belga que eu mandei buscar
Essa guitarra grita muito mais
Essa guitarra grita muito mais


O elefante brinca muito mais
Se uma menina vai correndo atrás
Que foi que eu fiz? fui te fazer feliz
Que foi que eu fiz? fui te fazer chorar
Será dificil alguem pronunciar
A melodia que essa letra dá
Na fala dela, linda é Aliá
Na fala dela, linda é Aliá

Se a natureza não me abandonar
No meu reinado você reinará
Tarzan dormindo no canavial
Tantor fazendo amor no bambual
Como a Colúmbia fosse viajar
Numa ciranda doce pelo ar
Acordei cedo e vi você sonhar
Como criança que vai viajar

Ps: essa música foi postada em homenagem ao nosso querido Djavan Zoli. Leia e esbalde-se meu caro!
PPs: perguntinha a todos: só sou eu (e amigo Djavan) ou ninguém entendia patavina dessa música?


Carol | 3:40 PM |

VIAGEM AO FUNDO DO EGO (Com Cifra, pode?)
EGOTRIP

Am
Há um lugar místico em mim
G
Algo assim, bem escondido
Um planeta inexplorado
Am
Um horizonte perdido
Me enbrenhei na mata virgem
G
Como um nativo zumbi
Mergulhei fundo no oceano
F G Am
Como um Jacques Cousteau parti
Bb7+
Explorador se experiência
Am
Marinheiro de primeira viagem
Bb7+
Embarquei de peito aberto
C
Levando só a coragem
F G
Coragem pra enfrentar
Am
Frente a frente eu comigo
G
Como se enfrenta um irmão
F G Am
No exército inimigo
F G
Coragem pra encarar
Am
Frente a frente eu espelho
G
Como se encontra um irmão
F G Am7 F G C/E
Que lhe nega um conselho

(F G Am7 F G C/E)
Am
Quase no fim da estrada
G
Uma voz veio me dizer
Se você quer me seguir, cuidado
Am
Não vai gostar do que vai ver
E a volta foi difícil
G
Retornei de mãos vazias
Nessa minha egotrip
F G Am
Não fui Davi, nem fui Golias
Bb7+
Explorador sem experiência
Am
Viajante sem bagagem
Bb7+ Dm
Perdi tudo o que eu tinha
C
E o que eu tinha era só a coragem
F G
Coragem pra enfrentar
Am
Frente a frente eu comigo
G
Como se enfrenta um irmão
F G Am
No exército inimigo
F G
Coragem pra encarar
Am
Frente a frente eu espelho
G
Como se encontra um irmão
F G Am7 F G C/E
Que lhe nega um conselho

NOTA: . Esta canção é a segunda faixa do Lado A da trilha sonora da novela global Mandala, de 1988 (com a Vera Fischer com um vestidão vinho na capa).

. A banda Egotrip contava com Pedro Gil na bateria. Para quem não sabe, ele era um dos muitos filhos do Gilberto Gil (no caso, filho deste com a Drão). Digo "era" porque o menino se acidentou numa curva na lagoa Rodrigo de Freitas e foi-se. Depois disto a banda, claro, acabou.

. Os créditos da canção pertencem aos membros da banda: Nando Chagas, Arthur Maia, José Rubens Lopes, Pedro Gil, Francisco Farias.



Enloucrescendo. | 12:23 PM |

Porto Solidão
Jessé

Se um veleiro repousasse na palma da minha mão
Sopraria com sentimento e deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração, meu coração
A calma de um mar que guarda tamanhos segredos
De versos naufragados e sem tempo


Rimas de ventos e velas, vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando contra o cais
Rimas de ventos e velas, vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando contra o cais


Se um veleiro repousasse na palma da minha mão
Sopraria com sentimento e deixaria seguir sempre
Rumo ao meu coração, meu coração
A calma de um mar que guarda tamanhos segredos
De versos naufragados e sem tempo


Rimas de ventos e velas, vida que vem e que vai
A solidão que fica e entr
Me arremessando contra o cais
Rimas de ventos e velas, vida que vem e que vai
A solidão que fica e entra
Me arremessando contra o cais

Ps: Quem dublava Porto Solidão como ninguém era o Pablo do Qual é a Música ( o Sílvio Santos falava: " - Qual é a música Pablo?" Aí ele aparecia com uma estrela desenhada no rosto e com aquele cabelo cortado no estilo "tigelinha". Coisa linda!)
PPs: ah! querendo ouvir essa música clique aqui.


Carol | 8:52 AM |

Novembro 4, 2004
Não Se Vá
Jane e Herondi

Não se vá
Eu já não posso suportar
Essa minha vida de amargura
Não se vá
Estou partindo porque sei
Que você já não mais me ama
Não se vá
O seu ciúme é o culpado
Desta minha desventura
Não se vá
O nosso amor não é mais o mesmo
É melhor que eu vá embora

Não se vá
Não me abandone, por favor
Pois sem você eu vou ficar louco
É o ciúme que está
Nos separando pouco a pouco

Não se vá
Me dê uma chance outra vez
Daqui pra frente tudo vai mudar
Me dê a mão com muito amor
E nova vida vamos começar


Carol | 7:56 PM |

Transas e Caretas - Trio Los Angeles

Sha-la-la, sha-la-la
Sha-la-la, sha-la-la

Põe o pé na lua
E descubra que o futuro está perto
Siga o seu robô, tome cuidado
Como vai programar

Entre nessa nave, aperte o cinto
A sorte vai ser lançada
A felicidade é uma estrela
E você tem que alcançar

Quando a magia do amor
Invade o espaço ao seu redor
É como um raio a disparar
Num alvo fácil de acertar

Quem quiser brincar
pode se queimar
é sempre assim
até o fim
e nunca vai mudar

Chega de sonhar
O game é pra valer
Quem vai ganhar, quem vai perder
O tempo vai mostrar

Sha-la-la, sha-la-la
Sha-la-la, sha-la-la

NOTA: esta música foi o tema de abertura da novela "Transas e Caretas", escrita por Lauro César Muniz e exibida pela Rede Globo em 1984. O verso "siga seu robô" é uma citação a um dos personagens da novela, um mordomo chamado Alcides, que nada mais era do que um... robô. A propósito: a ilustração deste post é a capa do primeiro álbum do trio, intitulado "Veneno, Tempero e Alegria", que contém o sucesso "Vamos Dançar Mambolê" e foi lançado em 1982.


Inagaki | 3:08 PM |

Paixão De Um Homem
Waldick Soriano

Amigo
Por favor leve essa carta
E entregue à aquela ingrata
E diga como eu estou
Com os olhos rasos d'àgua
E o coração cheio de mágoa
Estou morrendo de amor

Amigo
Eu queria estar presente
Para ver o que ela sente
Quando alguém fala em meu nome
Eu não sei se ela me ama
Eu só sei que ela maltrata
O coração de um pobre homem

Amigo
Se essa cartinha falasse
Pra dizer àquela ingrata
Como está meu coração

Vou ficar aqui chorando
Pois um homem
Quando chora
Tem no peito uma paixão
Ah! Vou ficar aqui chorando
Pois um homem quando chora
Tem no peito uma paixão


Carol | 9:55 AM |

Amor De Rapariga
Ovelha Negra

Tire o meu nome da sua boca (da tua boca)
Não tem esse direito de me provocar
Já tomou meu homem destruiu meu lar
E agora só quer se fazer de santa (de santa)
Pode ficar com ele deixa a minha vida
Que eu não vou dar ouvido a uma rapariga
Eu sei que ele pra mim vai voltar

É uma questão de tempo ele te deixar!

Amor de rapariga não vinga não
Não tem sentimento não tem coração
Eu sei que logo ele vai perceber
Essa é a diferença entre nós duas
Todo homem quer uma mulher só sua
Tô esperando ele vindo de você

Tire o meu nome da sua boca ...


Carol | 9:53 AM |

Tudo Passará
Nelson Ned

Eu te dei meu amor
Por um dia
E depois sem querer te perdi
Não pensei que o amor / Existia
E também choraria por ti


Mas tudo passa tudo passará
E nada fica / Nada ficará
Só se encontra a felicidade
Quando se entrega o coração
Voltarei a querer / Algum dia
Pois eu sei que não vou / Mais chorar
Se em mim já não há alegria


Carol | 9:50 AM |

Aquela Nuvem
Gilliard

Aquela nuvem que passa lá em cima sou eu
Aquele barco que vai mar afora sou eu
Aquela folha que vaga pelas ruas sou eu
Buscando você

Como eu queria ser
esse sol que lhe queima
essa roupa que cobre o seu corpo
o vento que lhe possui
e essa água que banha você

Só assim eu poderia
me aproximar de você
sem precisa confessar
o que eu tento esconder
e sofro e não é direito
e venho fazendo tudo
pra ninguém saber


Carol | 9:24 AM |

Novembro 3, 2004
Arapuca
Solevante, Itamaracá e Mangabinha

Armei uma arapuca
Na beira da estrada
Pra pegar moça bonita
E também mulher casada!

Quem é ... quem é ....
Que vive neste mundo
Sem dinheiro e sem mulher

A primeira vez
Que a arapuca desarmou
Eu fui pra lá correndo
Pra ver o que ela pegou...

Pegou... pegou...
Uma mulher bonita
Que o meu coração gamou!

A segunda vez
Que a arapuca desarmou
Fui pra lá correndo
Pra ver o que ela pegou

Pegou ... pegou ...
Um baita de um negão
Que o meu coração gelou !


Carol | 1:10 PM |

URSINHO BLAU BLAU
Absyntho

Ai ai ai.. Ui Blau blau.. Blau blau...
Blau blau, Blau blau não me quer...
Ai Blau blau.. Blau blau...


Ai.. Meu ursinho Blau blau de brinquedo
Vou contar pra você um segredo
Só você mesmo pra me aturar...


Ai.. Esse meu coração tão vadio
Se amarrou nesse corpo macio
Ela quer me fazer pirar..


Ai de mim, ai...
Ai Blau blau.. Blau blau...
Blau blau, Blau blau não me quer...
Ai Blau blau.. Blau blau...


Ai que bom seria se ela se ligasse em mim
Esquecer o medo, confessar que está afim


Ai.. ela quase me leva a loucura
Ela tem o sabor de aventura
Todos dizem que ela é demais...


Ai de mim, ai...
Ai Blau blau.. Blau blau...
Blau blau, Blau blau não me quer...
Ai Blau blau.. Blau blau... Blau blau não me quer...


Ai que bom seria se ela se ligasse em mim
Esquecer o medo, confessar que está afim


Ai.. Meu amigo Blau blau de brinquedo
Diz pra ela esse nosso segredo
Vai dizer "Nós precisamos de alguém"...


Ai de mim, ai...
Ai Blau blau.. Blau blau...
Blau blau, Blau blau não me quer...
Ai Blau blau.. Blau blau...
Blau blau, Blau blau não me quer


Carol | 1:06 PM |

FEIRA DA FRUTA
Grupo Capote

Entrei na feira da fruta
pra ver o que a feira da fruta tem
tinha laranja, morango e banana
só não tinha a jaca do meu bem

Feira da fruta é a feira mais cara
aonde só dá vilão
tem a pêra tamanho família
tem até a feira do melão

vamo nessa

Feira da fruta hei
feira da fruta há
feira da fruta hei
feira da fruta há

NOTA: Ah, esta é a música que toca durante todo o "Filme do Batiman". Uma montagem feita por uns malucos em cima de um episódio do Batman (aquele dos anos 60). E a música postada acima é a "Trilha Sonora", tocando durante todo o episódio. Sobre o Grupo Capote, eu li algum lugar que o Gilberto Gil apadrinhou estes caras nos anos 70 e que esta música rolava em algum carnaval lá da Bahia. Quem souber mais informações, manda um e-mail


Enloucrescendo. | 12:44 PM |

Siga seu rumo - Pimpinella

Faz tanto tempo que ele não liga pra mim...
Faz tanto tempo que tudo deixou de existir...
Agora que eu aprendi a viver esquecendo esse amor
Ele aparece bem tarde da noite
E me diz que voltou

Quem é?
Sou eu.
O que é que você quer?
Você?
É tarde...
Por quê?
Porque hoje sou eu quem não quer mais você

Por isso fora!
Esqueça meu nome, meu rosto, essa casa e siga seu rumo
Não consigo compreender

Fora, esqueça os meus olhos, meu corpo,meus beijos e todo o meu mundo
Está mentindo posso ver

Fora!
Esqueça que eu vivo, tá tudo acabado e não se surpreenda

Esqueça de mim
Que afinal pra esquecer
Você tem experiência!!

Fui procurar emoções e por isso parti
Em busca de sensações que nunca senti
Agora que eu descobri que era só fantasia
Voltei! Pois na verdade o que eu quero e preciso é somente você!

Adeus! Ajude-me
Não, não quero mais falar
Pense em mim Adeus! Por quê?
Porque hoje sou eu quem não quer mais você.


Carol | 12:30 PM |

O Dono da Bola - Mário Gomes

Na luta, na bola
Na corda, na cesta
Metido a besta

Malabarista agarrado no fio
Perdido no vagão de um trem,
E tudo por você, neném

No chão da sala
Joelhos em dor
Você me fala, me cala

Com seus cabelos louros
Com esse andar
Você me deixa louco

Com seus cabelos negros
Com seu olhar
Com seus cabelos sarará

Esse gol de placa é contigo
De bicicleta, no bico
Ou no grito

Sou seu amigo, sou seu amor
Sou seu amigo, sou seu amor

Obs.: esta música foi tema da novela "Vereda Tropical", de Carlos Lombardi e Sílvio de Abreu, exibida pela Rede Globo em 1984. Mário Gomes, além de cantar esta singela música, interpretava o jogador de futebol Luca, que era apaixonado por Silvana (Lucélia Santos), a mãe do Zeca (Jonas Torres, o mesmo que faria depois o Bacana da "Armação Ilimitada").


Inagaki | 1:56 AM |

Novembro 2, 2004
Dada Globe Orixás (Spaced out in Paradise) - GANG 90 & ABSURDETES
(Clive Stevens e Lincoln Gomes - versão: Júlio Barroso e Clive Stevens)

Spaced out in paradise
Honk tonk teclados verticais
Dada globe orixás
Hully gully guitarras palmeirais
Candomblé transcedental
Beatnick rastafari kanibal

Zoom navalha corta um globo
Lâmina luz olhar
Desenhando um poema
Corpo nu deusa lunar

Escarlates vendavais
Swing sopros flautas vertebrais
Vídeo zen cometa nô
Hulla hulla telecoteco tao
Carros cores calor noturno
Camisas abertas tatuagem suada
Eu quero tudo o que há no mundo
Pernas quentes morenas suadas


Enloucrescendo. | 3:35 AM |

Vem Fazer Glu-Glu - Sérgio Mallandro

vem meu amor
vem fazer glu-glu
mon amour

vem meu amor
vem meu chuchu
vem bem pertinho
fazer glu-glu
glu-glu para mim
glu-glu para tu
vem meu amor
i love you, take it easy girl!!!

oh yeah!
yeah yeah
oh yeah!
- o que que você quer?
take it easy girl
- mas o que é que você quer?
eu vou lhe contar

ahh... uhh... ahh... uhh...

- o que é que você quer?
eu quero te amar
eu quero beijar
eu quero apertar
eu quero botar
o meu coração
nessa gatinha
cheio de emoção
let's go!!!

oh yeah!!!
- o que é que você disse?
i love you
- o que é que você disse?
merci beaucoup
- take it easy, take it easy!!
u-hu!
je t' aime mon amour
eu disse: eu te amo, girl

vem meu amor
vem fazer glu-glu
mon amour

let's go, because because
yesterday, yesterday
- o que é que você disse?
eu disse: because, because
yesterday, yesterday

oh yeah
yeah yeah
i love you
merci beaucoup
uh uh
fazer glu-glu
oh oh
coró-có-có

all right, girl
todo mundo junto agora, galera:
- A, E, I, O, U!!!

i love you, merci beaucoup girl
eu te amo, minha gatinha preferida...

bye, eu vou partir,
eu vou embora,
estou indo embora...
uh uh fazer glu-glu
adeus, meu amor,
adeus, I love you,
mon amour, take it easy,
very yesterday,
take it easy, very yesterday tomorrow,
very good, very good
very good, very good
give me please,
beija-me, meu amor,
eu quero beijar...


Inagaki | 2:14 AM |

Farofa-fa - Mauro Celso

Comprei um quilo de farinha
Pra fazer farofa
Pra fazer farofa
Pra fazer farofa fa

Comprei um pé de porco (faró fa fa)
E orelha de porco (faró fa fa)
Pus tudo isto no fogo (faró fa fa)
E remexi direito (faró fa fa)
Com a fome de um lobo (faró fa fa)
Eu calcei o meu peito (faró fa fa)

Fa
Faró Faró Faró
Faró Faró Faró
Faró Faró Faró Fa Fa

Farinha de mandioca (faró fa fa)
E pimenta malagueta (faró fa fa)
Eu gosto de farofa (faró fa fa)
Comi, não faço careta (faró fa fa)
Mas sou forte como um touro (faró fa fa)
Da cabeça inteligente (faró fa fa)
Só não mastigo tijolo (faró fa fa)
Porque me estraga os dentes (faró fa fa)

Fa
Faró Faró Faró
Faró Faró Faró
Faró Faró Faró Fa Fa


Inagaki | 1:59 AM |

Fuscão Preto - Almir Rogério

Me disseram que ela foi vista com outro
Num fuscão preto pela cidade a rodar
Bem vestida igual a dama da noite
Cheirando álcool e fumando sem parar

Meu Deus do céu, diga que isto é mentira
Se for verdade me esclareça por favor
Daí a pouco eu mesmo vi o fuscão
E os dois juntos se desmanchando de amor

Fuscão preto, você é feito de aço
Fez o meu peito em pedaços
Também aprendeu a matar

Fuscão preto, com o seu ronco maldito
Meu castelo tão bonito
Você fez desmoronar


Inagaki | 1:52 AM |

O Amor é um Bichinho - Carmen Silva

O amor é um bichinho
Que rói, rói, rói
Rói o coração da gente
E dói, dói, dói

Se eu fosse uma pedra (ai, ai, ai)
Uma estátua no jardim (ai, ai, ai)
Eu não tinha coração (ai, ai, ai)
E não sofreria assim (ai, ai, ai)

Mas eu sou de carne e osso (ai, ai, ai)
Tenho um coração pulsando (ai, ai, ai)
E o amor é um bichinho (ai, ai, ai)
Que vai acabar me matando


Inagaki | 1:43 AM |

Novembro 1, 2004
Eu Hoje Vou me Dar Bem - Piu Piu de Marapendi

Aí malandragem
Sabe dessas noites que você sai de casa,
sozinho de madrugada igual a um bezerro desmamado,
com uma mão na frente e outra atrás,
pensando naquela gatinha que te deu um tremendo fora?

E aí­ de repente, gente boa, tu vê a menina na esquina,
sozinha, dando a maior sopa, mó bobeira
e aí­ quando tu vai se esticando, meu irmão
pinta o maior camburão na jogada fazendo a maior blitz, meu irmão

E os hômi cai cima:
- Aí­ malandragem, documento, mão pra cima!
E tu mete a mão no bolso e não tem os documentos
Aí­, e os homem vem com aquela conversa mole não
E tu acaba tendo que pagar a cervejinha, meu irmão

E aí­ eles te deixam ir embora
Que felicidade
Que felicidade
Que felicidade
Que felicidade, gente boa

E aí­ então você vai se chegando pra gatinha
cheio de segundas intenções
e solta uma tremenda cascata em cima dela:
- Aí­ meu amorzinho, o negócio é o seguinte, vamo lá pro Baixo Lebron
E ela aceita, gente boa!
Aí­ tu leva ela praquele barzinho, né

Chega lá, tu cheio de firula
puxa a cadeirinha e manda ela sentar
- Muito obrigada!
Aí­ chega o garçom, gente boa, aquele cara vestido igual um pingüim de branco e preto
e ela joga uma tremenda cascata em cima dele:
- Garçom, traz uma porção de batata frita?
- Que batata frita o quê, gente boa? Tá achando que meu dinheiro é o quê? É capim? Aí­ garçom, o negócio é o seguinte, traz um churrasquinho aí­, pode ser de gato, de preferência de gato siamês.
- Ai amor, churrasquinho de gato?
- Churrasquinho de gato sim, gente boa. Por quê? Tu tem alguma coisa contra os felinos?
- Amor, então paga um chope?
- Que chope o quê, gente boa? Aí­ garçom, o negócio é o seguinte: traz cachaça!
- Paga um chope!
- Cachaça!!
- Ah, paga um chope...
- Cachaça, meu irmão!!
- Paga um chope!
- Cachaça!!
- Chopp!!
- Ok, ok, você venceu... Garçom, traz cachaça, falou? O negócio é o seguinte, não dá ouvido a essa mulher não que ela é maluca, tá legal?

Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar beeeeem...

Aí­ nós ficamos ali né, meu irmão,
jogando conversa fora né,
E todo mundo que passava
dizia que a gente era um casal e coisa e tal
sensacional, gente fina, valeu irmão

E como a mulher falava palavrão, gente boa!!
Que coisa feia...
A mulher falava com a boca cheia de comida e cuspia no chão...

Mas no começo tudo era lindo e maravilhoso, né
Mas de repente, meu irmão, caiu um tremendo temporal
Mas mesmo embaixo d'água o nosso amor era mais gostoso...

Aí­ o garçom trouxe a conta.­..
- Aí otário, paga aí­!
Aí­ gente boa, a mulher enlouqueceu
Ela dizia que quem pagava a conta era eu
Eu dizia que quem pagava a conta era ela
E ela dizia que quem pagava a conta era eu

Aí­ eu falei:
- Aí,­ o negócio é o seguinte, sujou, morô? Eu não tenho dinheiro não!
- Não tem dinheiro? Não é possível... Não tem dinheiro? E o que que é isso aí­ no seu bolso?
- Nada, nada, nada, nada! Sai fora, gente boa! Sai fora!

Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar bem
Eu hoje vou me dar beeeeem...

Aí­ meu irmão, daí arrumamos uma tremenda confusão ali no botequim e saímos sem pagar, morô?

Aí­ ficamos passeando ali pelas areias de Copacabana, né
E eu pensando cá comigo:
- É o seguinte... Esse brotinho, gente boa, é muito bonitinho, morô? Eu acho que eu vou me amarrar...

Aí­ eu falei assim pro brotinho:
- Brotinho, o negócio é o seguinte, vem cá, amorzinho. Nós estamos aqui a uma porção de tempo né, se beijando e coisa e tal e eu ainda não tive tempo de perguntar qualé o seu nomezinho. Qual é, hein?
- Meu nome é Valdemar Ferreira.
- O que, gente boa? Valdemar, meu irmão?!
- Valdemar, Valdemar Ferreira!
- Não faz isso comigo não, gente boa!
- Valdemar...
- Polícia!! Polícia!! Aí­, segura o malandro aqui, gente boa, tá me assaltando! Polícia! Polícia!!
- Que isso, Piu Piu? Dá um beijinho aqui!
- Polícia!! Polícia!! Segura aqui o malandro!!

O nome dela é Valdemar
(vem casar comigo, Piu Piu!
O nome dela é Valdemar
(me dá um beijinho aqui, Piu Piu...)

O nome dela é Valdemar
O nome dela é Valdemaaaaaaaaar
O nome dela é Valdemar
(que bobeira mermão...)


Inagaki | 7:22 PM |

Fera Neném - Trem da Alegria & Evandro Mesquita

Evandro Mesquita - Salve, salve Juninho, como é que é, tudo bem?
Juninho Bill - É... mais ou menos.
E - Ué, por que irmãozinho, que cara é essa?
J - Sabe o que é, Evandro, eu quero é ser presidente do Brasil!
E - Ei, diz aí então, me conta!

Hoje acordei e ouvi no rádio
Alguém dizia que o mundo ia mal
Que entre 2001 e 2010
Já era a Terra numa guerra final

Eu sou o fera, o fera neném
Olha só o mundo que a gente tem
Mas sou o fera, fera neném
Se eu for presidente, você vai se dar bem

Eu canto, danço, nado, brinco com tudo
Até que não me dou mal no estudo
Quando quero alguma coisa, eu berro
Brinco de médico, ninguém é de ferro

Eu sou o fera, o fera neném
Qual o futuro que a gente tem?
Mas sou o fera, o fera neném
Se eu for presidente, você vai se dar bem

Quando sonho, viajo por mil lugares
O mundo é lindo pra quem sabe viver só na paz
Eu corro feliz pra te ver
Vou em frente, não dou bola pra bruxa
Acordo contente quando sonho com a Xuxa

Só quero dizer que eu,
Sou o fera, fera neném
Pára na minha que cê vai se dar bem
Sou o fera, fera neném
Se eu for presidente você vai se dar bem

J - Alô, alô, gatas, gatinhas e cachorrões, eu sou a solução, We Are the World!
E - E vem aí Juninho Bill a cores para todo o Brasil, esse é fera, diz aí, Juninho!


Inagaki | 7:17 PM |

É Bom para o Moral - Rita Cadillac

Você tem que se agitar
Não se deixe esfriar
Deixe tudo pra depois
Pense somente em nós dois

É bom para o moral
É bom para o moral
É bom para o moral

Não diga nada pra ninguém
Mas é nesse vai e vem
Que a gente sabe como faz
E sempre tá querendo mais

É bom para o moral
É bom para o moral
É bom para o moral
É bom bom, é bom bom

Aproveite muito mais
Você sabe como faz
Você não vai pagar nenhuma taxa se usar

É bom para o moral
É bom para o moral
É bom para o moral
É bom bom, é bom bom

"Vu le", "vu le", dance dance
Para frente, para trás


Inagaki | 7:16 PM |

Versos Toscos